9 de março de 2009

Fique Atento!!!

Veja o que muda na língua portuguesa com a reforma

publicada em 31/12/2008 - 12h52
da
Folha Online
da Folha de S.Paulo

A reforma ortográfica da língua portuguesa entra em vigor nesta quinta-feira (1º), com o objetivo de difundir, unificar e dar maior visibilidade ao idioma português - falado por mais de 230 milhões de pessoas no mundo.
O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa traz alterações significativas na acentuação de algumas palavras, extingue o uso do trema, e padroniza a utilização do hífen.
No Brasil, primeiro país da CPLP (Comunidade de Países de Língua Portuguesa) a adotar oficialmente a nova grafia --que entra em vigor neste dia 1º de 2009--, a reforma ortográfica deve provocar mudanças em cerca de 0,5% das palavras.
Nos demais países --Portugal, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau e Timor-Leste-- a mudança deve atingir aproximadamente 1,6% das palavras.
Para facilitar a transição, o MEC (Ministério da Educação), estipulou que as instituições de ensino fundamental têm entre 2010 e 2012 para se adequar, enquanto no ensino médio a mudança entre em vigor a partir de 2012. Neste período, os alunos deverão conviver com a dupla grafia.
A partir de janeiro de 2013, serão corretas apenas as novas grafias.

ARTE/FOLHA


HÍFEN
Não se usará mais:
1. quando o segundo elemento começa com s ou r, devendo estas consoantes ser duplicadas, como em "antirreligioso", "antissemita", "contrarregra", "infrassom". Exceção: será mantido o hífen quando os prefixos terminam com r -ou seja, "hiper-", "inter-" e "super-"- como em "hiper-requintado", "inter-resistente" e "super-revista"
2. quando o prefixo termina em vogal e o segundo elemento começa com uma vogal diferente. Exemplos: "extraescolar", "aeroespacial", "autoestrada"

TREMA
Deixará de existir, a não ser em nomes próprios e seus derivados

ACENTO DIFERENCIAL
Não se usará mais para diferenciar:
1. "pára" (flexão do verbo parar) de "para" (preposição)
2. "péla" (flexão do verbo pelar) de "pela" (combinação da preposição com o artigo)
3. "pólo" (substantivo) de "polo" (combinação antiga e popular de "por" e "lo")
4. "pélo" (flexão do verbo pelar), "pêlo" (substantivo) e "pelo" (combinação da preposição com o artigo)
5. "pêra" (substantivo - fruta), "péra" (substantivo arcaico - pedra) e "pera" (preposição arcaica)

ALFABETO
Passará a ter 26 letras, ao incorporar as letras "k", "w" e "y"

ACENTO CIRCUNFLEXO
Não se usará mais:
1. nas terceiras pessoas do plural do presente do indicativo ou do subjuntivo dos verbos "crer", "dar", "ler", "ver" e seus derivados. A grafia correta será "creem", "deem", "leem" e "veem"
2. em palavras terminados em hiato "oo", como "enjôo" ou "vôo" - que se tornam "enjoo" e "voo"

ACENTO AGUDO
Não se usará mais:
1. nos ditongos abertos "ei" e "oi" de palavras paroxítonas, como "assembléia", "idéia", "heróica" e "jibóia"
2. nas palavras paroxítonas, com "i" e "u" tônicos, quando precedidos de ditongo.
Exemplos: "feiúra" e "baiúca" passam a ser grafadas "feiura" e "baiuca"
3. nas formas verbais que têm o acento tônico na raiz, com "u" tônico precedido de "g" ou "q" e seguido de "e" ou "i". Com isso, algumas poucas formas de verbos, como averigúe (averiguar), apazigúe (apaziguar) e argúem (arg(ü/u)ir), passam a ser grafadas averigue, apazigue, arguem

GRAFIA
No português lusitano:
1. desaparecerão o "c" e o "p" de palavras em que essas letras não são pronunciadas, como "acção", "acto", "adopção", "óptimo" -que se tornam "ação", "ato", "adoção" e "ótimo".

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...