14 de abril de 2010

14 de abril - Dia do Pan Americanismo


Pan-americanismo significa "uma só unidade em toda a América". Pan-americano é o cidadão cujo sonho de nacionalidade é a América unida, sem fronteiras. O termo surgiu durante o período posterior à Segunda Guerra Mundial, embora seu ideal já existisse desde o tempo do colonialismo. O pan-americanismo tinha seus alicerces em dois fatores: geográfico e histórico. O primeiro correspondia à realidade de um grande e recém-explorado continente. O segundo abordava as diferenças existentes entre as civilizações que imigraram e se dividiram entre a América anglo-saxônica e a América ibérica, com suas lutas pela independência. Esses dois fatores, o geográfico e o histórico, eram pontos comuns que faziam os pensadores alimentarem o ideal pan-americano: uma América para todos.
Em 1910, a Argentina foi palco da IV Conferência Pan-Americana, que resultou na criação da União Pan-Americana, órgão permanente com sede em Washington.
A partir de 1930, o conceito de pan-americanismo começou a enfraquecer, dando lugar ao interamericanismo. A diferença entre os dois conceitos é muito importante, já que o interamericanismo não prega a idéia da união, mas uma relação íntima entre os países americanos. Essa mudança foi formalizada pelo Tratado Interamericano de Assistência Recíproca Tiar, de 2/9/1947, e pela Carta da Organização das Nações Unidas (ONU), de 1948.
A idéia do pan-americanismo, contudo, tem se reforçado muito nos dias de hoje, em detrimento do interamericanismo. Na América do Sul, há o grande bloco econômico formado pelo Mercado Comum do Sul (Mercosul). Quatros países - membros (Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai) formaram um grande mercado comum que, futuramente, irá permitir a livre circulação de mercadorias, de trabalhadores e de uma moeda única. Atualmente, Chile e Bolívia estão se ajustando como associados para integrarem o bloco. Na América do Norte, há a cooperação entre os Estados Unidos (EUA), México e Canadá, que formam o mercado comum denominado Tratado de Livre Comércio da América do Norte (Nafta).
Últimamente, os EUA têm demonstrado grande interesse em unir os dois blocos de países, para formar um único mercado comum, a Área de Livre Comércio das Américas Alca. Os brasileiros, porém, têm se reservado o direito de estudar atentamente em que pontos a Alca pode beneficiar nossa economia, para proteger nossa indústria e o bem-estar da população. Os EUA são bem conhecidos pela sua economia protecionista; o verdadeiro pan-americanismo depende de concessões mútuas para que possa funcionar justa e harmoniosamente. Só assim haverá uma América unida de norte a sul, com oportunidades e progresso para todos. Assim poderá existir o sonhado cidadão pan-americano.

Fonte: http://www.paulinas.org.br/diafeliz/dataCom.aspx?Dia=14&Mes=4
Referência: Datas comemorativas: cívicas e históricas

Decreto:WASHINGTON, 5 Abr 2007 (AFP) - O presidente George W. Bush proclamou nesta quinta-feira o 14 de abril como o "Dia Pan-Americano 2007" e o período de 8 a 14 do mesmo mês a "Semana Pan-americana 2007", informou a Casa Branca.
"Meu governo se esforça por promover a casusa da justiça social na região pan-americana, e estamos comprometidos em apoiar os esforços de vizinhos por atender as necessidades de seus cidadãos", expressou Bush.
O presidente também defendeu os acordos de livre comércio já alcançados por seu país com nações da região, e os que busca estabelecer com a Colômbia, Peru e Panamá.
"Estes acordos gerarão oportunidades de exportação para os Estados Unidos e beneficiarão os povos do Panamá, Peru e Colômbia ao proporcionar oportunidades econômicas e ajudar a reforçar as instituições democráticas", afirmou.

Fonte: http://noticias.uol.com.br/ultnot/afp/2007/04/05/ult34u178150.jhtm

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...